Escolas Criativas de Bairro

De Inciti
Ir para: navegação, pesquisa

Justificativa

Acabar com a exclusão social, o racismo e a intolerância, através do fortalecimento da comunicação de base comunitária e da qualificação, em sentido amplo, para a garantia do direito de inserção nos mais variados seguimentos da sociedade.

  • apenas 30% dos jovens brasileiros (entre 18-25 anos) possuem educação superior.
  • apenas 10% jovens negros brasileiros possuem educação superior.*

Objetivos

Objetivo principal

Criar e administrar uma Escola Criativa de Bairro através da colaboração entre o InCiti, a Neo Energia e Centros Culturais reconhecidos, presentes em bairros periféricos dos Estados da Federação em que a NeoEnergia já desenvolve atividades voltadas ao empoderamento, em sentido amplo de jovens dos estados do Pará, Fortaleza, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Espírito Santo, rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

Objetivos específicos

1. Identificar jovens, tanto pré quanto pós-adolescente até a idade de 18 anos, de ambos os sexos com reconhecido desempenho escolar, postura empreendedora e capacidade de liderança em seu bairro, num primeiro momento, aqueles ligados ao Centro Cultural Coco de umbigada (CCCU) - Olinda/Pernambuco. 2. Empoderá-los através das diferentes atividades educacionais previstas para a Escola Criativa de Bairro. 3. Incluí-los aos projetos de inovação do InCiti. 4. Encaminhá-los para as universidades. 5. Fortalecer as cadeias de ensino formal e informal (universidade mais inclusiva) - acho isso aqui mais genérico. sugiro transferí-lo para obj. geral.

Estrutura Organizacional

Tabela 1. Estrutura Organizacional de Cada Escola Criativa de Bairro
Função Atribuição Pessoas
Diretoria Executiva x 1
Consultoria x 2
Coordenação Administração do Programa, Ligação com o inCiti, Marketing, Gestão de Talentos, Gestão e Documentação do Projeto, Cria Propostas de Projetos de Sustentabilidade 1
Assistente de Coordenação Assiste a Administração em Contabilidades, Organização e Documentação 1
Comunicador Criação e Manutenção de Redes Sociais, Blogues e Assessoria de Imprensa 1
Gestor Financeiro Gerencia a Contabilidade, Cria Propostas de Projetos de Sustentabilidade 1
Adm. TI Administrador do Site, do Laboratorio, Rede Interna e Projetos de Tecnologia 1
Orientadores Responsáveis pelas Ocupações 5


Tabela 2. Modelo de Governança
Organização/Papel Frequência de Encontros Participantes Principais Tarefas
Comitê Organizador Quinzenal Diretor Executivo, Consultores, Coordenador, Gestor Financeiro, Especialista em Comunicação Resolução de Questões, Avaliação, Decisões, Planejamento
Equipe da Escola Semanal Coordenador, Assistentes, Professores, Admin IT Programa Treinamento, Planejamento Operacional, Avaliação de Qualidade, Relatórios


RESPONSÁVEL, AUTORIDADE, CONSULTADO, INFORMADO

  • R: Responsável por executar uma atividade (o executor);
  • A: Autoridade, quem deve responder pela atividade, o dono (apenas uma autoridade pode ser atribuída por atividade);
  • C: Consultado, quem deve ser consultado e participar da decisão ou atividade no momento que for executada;
  • I: Informado, quem deve receber a informação de que uma atividade foi executada.

A principal diferença entre responsabilidade (responsible) e autoridade (accountable) é que a responsabilidade pode ser partilhada, enquanto a autoridade não. Ser autoridade de uma tarefa não significa apenas ser responsável por algo, mas também, em última análise ser responsável por suas ações.


Tarefas / Funções
Professor Diretor Executivo Coordenador Assistente Admin TI Expert Financeiro Especialista Comunicação Consultores
Guiar a organização e gerenciar as operações gerais A/R I I C
Conduzir aulas e o sucesso do programa educacional A/R C C I I I C
Coordenar e administrar os projetos R C A I I I
Gerir e administrar HW/SW e TI I I I I A/R I C
Comunicação Interna e Externa I C I I C A I
Manter the balance sheet of the organization A I R I I
Administração de escritório I A C R I C I C

Descrição das Funções

Função: Professor
  • Exercer funções instrucionais por natureza e fornecer serviços direcionados aos estudantes na sua área de domínio.
  • Essencialmente o responsável pelo sucesso do programa educativo.

Responsabilidades

  • Desenvolver o programa de ensino
  • Conduzir aulas regularmente
  • Participar das reuniões de equipe e, quando necessário, fazer parte do comitê organizador.
  • Observar a performance dos alunos e registrar informações relevantes para avaliar evoluções (qual ou quais serão os critérios de avaliação de desempenho?)
  • Conduzir sessões com os alunos para obter feedback das aulas e avaliar aprendizado (isso poderá ser realizado concomitantemente com o transcorrer das atividades de formação)
  • Monitorar frequência dos alunos e documentar ata de presença (sempre a cada encontro)
Função: Coordenador Principal
  • Ÿ Coordenador responsável por conduzir o projeto com a colaboração da equipe do CCCU, do diretor executivo e InCiti para garantir o sucesso do projeto piloto como um todo.

Responsabilidades

  • Definir e executar o planejamento do projeto piloto
  • Conduzir reuniões semanais da equipe e participar das reuniões do comitê organizador
  • Ajudar os professores a identificar jovens que se destaque nos aspectos apresentados anteriormente e incorporá-los ao InCiti
  • Monitorar regularmente os objetivos do projeto e comunicá-los internamente
  • Promover campanhas para recrutar novos alunos para a escola
  • Desempenhar papel ativo no desenvolvimento de propostas/editais visando novos projetos
  • Definir modelo de trabalho junto ao InCiti, através de colaboração entre o InCiti & CCCU
  • Participar do programa de pesquisa do InCiti voltado para a criação das escolas de bairro
Função: Diretor Executivo
  • Líder do Centro Cultural, cujas principais responsabilidades incluem: o desenvolvimento e implantação de estratégias, tomada de decisões e a administração das operações e recursos de forma integral.

Responsabilidades

  • Trabalhar em estreita colaboração com o coordenador do projeto e consultores para executar a estratégia global.
  • Liderar o desenvolvimento, implementação e execução do planejamento estratégico.
  • Autoridade responsável por todas as finanças da organização.
  • Recrutar e capacitar a equipe para desempenhar as diversas funções.
  • Firmar parcerias com outras organizações culturais, institutos de pesquisa, agências governamentais, etc.
  • Comunicar-se efetivamente com a equipe interna e stakeholders externos.
  • Dirigir reuniões do comitê organizador, focadas em resoluções operacionais e tomada de decisões.
  • Essencialmente, a pessoa responsável pelo sucesso do Centro Cultural.
Função: Expert Financeiro
  • Responsável pelo balanço geral da organização - financeiro/patrimonial

Responsabilidades

  • Administrar o fluxo de caixa, contas a receber e contas a pagar.
  • Articular com o contador externo visando assegurar pagamento de taxas e impostos.
  • Garantir que os projetos estejam sendo desenvolvidos dentro do orçamento estipulado.
  • Mediar relações com instituições financeiras (bancos, etc.).
  • Participar regularmente das reuniões do comitê organizador.
  • Comunicar-se efetivamente com o Diretor Executivo e Coordenador de Projetos.
  • Manter e armazenar registros financeiros.
Função: Especialista de Comunicação
  • Responsável por coordenar a comunicação da organização.

Responsabilidades

  • Criar e enviar emails, mala direta, panfletos, newsletters e outras publicações.
  • Gerir a presença na web e interações via mídia social.
  • Dividir informações com a organização de forma regular.
  • Compor o portfolio de serviços e propagá-lo para gerar novas oportunidades.
  • Participar de reuniões do Comitê Organizador para garantir comunicação adequada do desfecho da reunião (ata).
Função: Administrador de TI
  • Responsável pelas necessidades de tecnologia da informação da organização

Responsabilidades

  • Manutenção do hardware, renovações/atualizações de software, segurança e backup do sistema.
  • Recomendar implementação de soluções de hardware e software.
  • Auxiliar usuários em questões relacionadas à TI.
  • Essencialmente responsável pelo repositório de conteúdo.
  • Aquisição de hardware, software e outros suprimentos de TI.
  • Instalar/Implementar e fazer manutenção de softwares e, quando necessário, conduzir treinamentos.
  • Gerir a estação de radio e outros equipamentos audiovisual.
  • Participar das reuniões da equipe.
Função: Assistente
  • Desempenhar funções administrativas para a organização

Responsabilidades

  • Agendar e coordenar reuniões/encontros, entrevistas, eventos e outras atividades similares.
  • Auxiliar questões relativas ao gerenciamento administrativo, arquivamento, logística, inventário de equipamentos, armazenamento, etc.
  • Preparação de correspondência de negócios e comunicação via email, etc.
  • Preparação de documentos financeiros como recibos/notas ficais para o Expert Financeiro.
  • Gerenciamento de pequenos pagamentos (valores baixos).
  • Trabalha em estreita colaboração com a equipe inteira.
  • Participação regular das reuniões da equipe.

Objetivos Curto Prazo

Objetivos

  • Estabelecer uma abordagem estrutural para executar a escola do bairro
  • Desenvolver projeto piloto do "Open Lab: Umbigada no Ar" para validar o plano e abordagem estratégica proposta

Ações Recomendadas

  • Certificar que toda a equipe está de acordo com a adoção do plano proposto
  • Implementar o novo modelo organizacional
  • Planejar plano de desenvolvimento para a equipe (ex: formação em gestão de projetos, etc.)
  • Estabelecer um plano de comunicação
  • Executar o modelo de governança definido
  • Identificar investimento/orçamento e outras necessidades de infraestrutura e propor resolução
  • Inauguração da escola e recrutamento de estudantes
  • Comunicação Externa (Marketing)
  • Investigar o uso de softwares para automatizar processos e administrar o programa
  • Ir atrás de financiamento para o "Open Lab: Umbigada no Ar" (Concessão Educacional)
  • Estabelecer um programa de monitoramento para assegurar melhoria contínua

Objetivos Longo Prazo

Objetivos

  • Elevar o numero de jovens do bairro com acesso a cultura e educação
  • Servir como referencia para outros organizações culturais
  • Criar e ampliar mercados e oportunidades para fortalecer os arranjos produtivos locais
  • Expandir a parceria com institutos de pesquisa
  • Valorizar e salvaguardar os conhecimento tradicionais dos mestres da cultura popular

Ações recomendadas

  • Definir um modelo de trabalho entre Coco e InCiti baseado no financiamento de projetos de pesquisa
  • Explorar outras parcerias com grupos de pesquisa similares ao InCiti
  • Atrelar os valores centrais do CCCU quanto a conservação do ambiente para atrair iniciativas ambientalistas para a comunidade.
  • Agregar aprendizado derivado do projeto piloto de curto prazo “Open Lab Umbigada no Ar” e desenvolver novos projetos.
  • Utilizar as ferramentas e metodologias utilizadas no projeto piloto para fortalecer o CCCU e desenvolver planos estratégicos consistentes para crescimento futuro.

Medidas de Sucesso e Monitoramento

# Tipo de Medida Formas de medição Critérios
1 Quantitativo Nº de aulas conduzidas semanalmente Registros (numero exato)
2 Quantitativo Participação regular dos alunos nas aulas Frequência
3 Quantitativo Nº de alunos sendo incorporados pelo InCiti, Universidades e/ou outras organizações (banda, construção de instrumentos, etc.) Recrutamento (numero exato)
4 Qualitativo Funcionários satisfeitos e lideranças executivas felizes Questionário
5 Qualitativo Quantitativo Financiamento para o programa Orçamento (valor exato)

Monitoramento

# Tipo de medidor Detalhamento Critério
1 Quantitativo Número de aulas por semana Listas de presença
2 Quantitativo Número de estudantes participantes Lista de presença
3 Quantitativo Número de alunos que ingressem em universidades ou no mercado de trabalho Registros de recrutamento
4 Qualitativo Funcionários e Diretores felizes e satisfeitos Entrevista
5 Quantitativo Recursos captados para o programa Relatórios financeiros

Planejamento de Longo Prazo

Objetivos

  • Elevar o número de jovens de bairro com acesso à cultura e à educação
  • Servir como referência para outras organizações
  • Criar e ampliar mercados e oportunidades para fortalecer arranjos produtivos locais
  • Expandir as parcerias com institutos de pesquisa
  • Valorizar e salvaguardar os conhecimentos tradicionais dos mestres da cultura popular

Ações Recomendadas

  • Definir um modelo de trabalho entre a escola criativa de bairro e as universidades baseado no financiamento de projetos de pesquisa
  • Explorar outras prcerias com grupos de pesquisa similares ao InCiti
  • Atrelar valores centrais como conservação ambiental e sutentabilidade
  • Agregar aprendizado do projeto para o desenvolvimento de novos projetos com as mesmas ferramentas e metodologias